SEO para Sites e Blog, SEo para Google, SEO Técnico, SEO para loja Virtual, SEO on-page, SEO off-page, mobile SEO, SEO local, SEO para o YouTube, SEO para o Bing, SEO Middleman, SEO para Sex Shop e Conteúdo Adulto, SEO para E-A-T, SEO para Google Play e Apple Store
8 estratégias para ganhar dinheiro como Freelancer Online
8 estratégias para ganhar dinheiro como Freelancer Online

8 estratégias para ganhar dinheiro como Freelancer Online

Com a situação que vivemos no país, muitos profissionais estão se voltando para o trabalho de freelancer online, seja para complementar a renda ou mesmo como renda principal.

Se você tem um computador e alguns conhecimentos básicos em alguma área, com certeza, vai encontrar algo para trabalhar como freelancer.

Hoje em dia, há uma grande demanda por profissionais nas áreas de marketing digital, gestão de redes sociais, redação para sites, design e programação, apenas para citar algumas.

Se você está pensando em começar, é importante ficar por dentro das estratégias que funcionam para impulsionar sua carreira.

Por isso, selecionamos aqui algumas estratégias para você ganhar dinheiro trabalhando como freelancer online.

8 estratégias para ganhar dinheiro como freelancer online

1. Conheça suas habilidades e competências e escolha seu nicho

A primeira coisa a fazer para começar a trabalhar como freelancer é conhecer suas competências e habilidades.

O que você sabe fazer? Existem pessoas dispostas a pagar pelo trabalho que você faz?

Com base nessas informações, fica mais fácil escolher em qual nicho vai focar.

Portanto, é uma combinação do que você sabe fazer, se há demanda no mercado e se existem pessoas dispostas a pagar.

2. Cadastre-se em plataformas para freelas

Hoje em dia, muitas empresas contratam freelancers em plataformas direcionadas para esse tipo de trabalho.

Por isso, o primeiro passo é você cadastrar o seu perfil nesses sites. E depois, é só ficar atento aos projetos publicados e enviar a sua proposta.

Alguns desses sites são:

  • Workana: é o maior site para freelas da América Latina. Você consegue descrever sua formação profissional, como cursos e experiência, de forma a tornar seu perfil o mais atrativo possível. A plataforma serve de intermediária, onde tanto o freela quanto o cliente devem pagar uma comissão.
  • 99 Freelas: é considerada uma das maiores plataformas para freelancers do Brasil. É possível também cadastrar seu perfil, e ter acesso a projetos na área de tradução, comunicação e programação. O pagamento e o prazo de entrega são combinados entre o cliente e o profissional.
  • Freelancer.com: o interessante dessa plataforma é a possibilidade de trabalhar com empresas em todo o mundo. Basta pagar uma comissão de 10% para a plataforma.
  • BID Digital: plataforma brasileira tendo como diferencial o seu programa de recompensas, o BID Rewards, onde você acumula pontos ao fechar negócios usando a plataforma e troca por recompensas.

Esses são apenas alguns dos sites disponíveis para quem busca por freelas.

Para quem está começando, é uma boa ideia. Assim, você pode ir se acostumando com o tipo de trabalho e com o tempo, construir sua própria carteira de clientes.

Saiba que muitos freelas começaram nessas plataformas e hoje já contam com tantos clientes que nem mais recorrem ao site.

3. Saiba precificar o seu trabalho

É normal ficar em dúvida sobre o valor a cobrar pelo trabalho, mas é importante dar uma atenção especial a essa questão.

Você pode conversar com outros profissionais para ter uma ideia de valores, ou pesquisar para saber quanto as empresas pagam.

Geralmente, os freelancers cobram por hora, enquanto outros cobram um valor fechado. Por exemplo, um artigo de 1000 palavras, custa X, um artigo de 2000 palavras, custa Y…

Independentemente do trabalho que você fizer, é importante cobrar um preço justo.

Tenha em mente que, enquanto freela, não possui as garantias CLT, como previdência social, plano de saúde, etc.

Ou seja, você vai ter que arcar com esses gastos. Dessa forma, no momento de precificar o seu serviço, faça uma lista de todas as suas despesas.

Lembre-se também que a demanda pode variar de um mês para o outro, onde alguns você terá muito trabalho e em outros não.

Além disso, se você possui uma graduação ou curso técnico, pense no tempo que investiu para aprender o que sabe. Valorize o seu trabalho!

4. Organize seu local de trabalho

Para ser mais produtivo, é essencial que trabalhe em um ambiente tranquilo e bem organizado.

Vale a pena investir em uma cadeira confortável, uma boa iluminação, e principalmente, contar com uma internet de alta velocidade.

E não se esqueça de avisar para as pessoas que moram com você que não pode ser incomodado.

5. Divulgue seus projetos

Como as pessoas podem saber que você está fazendo esse ou aquilo tipo de serviço?

O ideal é divulgar nas redes sociais, especialmente é porque aí que estão seus potenciais clientes.

Plataformas mais profissionais como o LinkelIn é uma boa opção, assim como o Behance, que permite fazer um portfólio, principalmente para quem trabalha na área de comunicação.

Quando você compartilha seu trabalho com outras pessoas, só aumentam as chances de conquistar mais clientes.

Para isso, monte um bom portfólio, com seus principais projetos, de forma desperte o interesse do cliente querer te contratar.

6. Trace objetivos

Com base nos seus objetivos, você vai se planejar a curto, médio e longo prazo.

Por exemplo, se for apenas um complemento de renda, basta alguns jobs por mês, no entanto, se for sua renda principal, terá que pegar mais trabalhos.

Mas seja disciplinado, a fim de não aceitar muitos projetos e não dar conta. A chave é ter profissionalismo!

7. Seja disciplinado

Outro ponto essencial para você render como freelancer online é ter o mínimo de disciplina.

É importante organizar sua agenda, ajustando sua rotina diária conforme os trabalhos que precisa entregar, e é aqui que muitos se perdem.

Já imaginou marcar para entregar um trabalho no dia 3 e só conseguir entregar dia 15? Isso prejudica a sua imagem.

Portanto, você pode organizar sua rotina de forma mensal ou semanal, veja como fica melhor para você.

8. Descanse e faça pausas

Geralmente, quem começa a trabalhar como freelancer pode achar que é fantástico fazer o seu horário, mas nem sempre é assim.

Alguns acabam trabalhando de domingo a domingo, sem dedicar um tempo para descansar.

Com isso, a produtividade cai e a sua saúde física e mental fica prejudicada. Além disso, você pode cair no erro de pegar mais trabalhos do que realmente consegue dar conta.

Portanto, organize sua rotina de forma a ter descansos semanais e se comprometa apenas com o que pode entregar.

Dessa forma, sua saúde física e mental serão preservadas e a sua imagem como profissional não é afetada por possíveis atrasos.

 

Então, preste bastante atenção a todas essas estratégias, que vão te ajudar a impulsionar sua carreira como freelancer online.

Embora seja uma excelente maneira de ganhar dinheiro, lembre-se de organizar a sua rotina, não pegar trabalhos além da conta, divulgar seu trabalho e descansar o corpo e a mente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *